Voltar

Cozinhando com Amor, desta vez para as Avós do Mundo

img
img
img
img
img
img

VDT*: Alô avó, como está tudo? 

VV-V*: Ah filha, cá vamos andando. Em casa, como manda a lei, mas por enquanto ainda não me queixo, pois tenho muito que fazer e algum trabalho em atraso. Há bebés a nascer, como o da jornalista que nos entrevistou, e há que aproveitar para fazer croché e umas pecinhas para os que aí vêm. Não podemos parar e, quando tenho mais tempo e antes de dormir, faço ainda a minha “sopa de letras”. 

… Pois não, não podemos parar!  

O nosso projeto de culinária com as famosas “Avós do Mar” está em pausa por razões evidentes, claro, mas nem por isso parámos. Continuamos em contato com as nossas avós e a mimá-las via telefone. Alguma vez tínhamos pensado tão profundamente sobre os benefícios de um simples telefonema? Este é o momento para pensarmos no potencial das pequenas coisas da vida e isso fica claro até quando percebemos quais e como é que determinados profissionais, por vezes menos valorizados, se encontram na linha da frente e a cuidar dos que mais precisam. As avós estão em casa, por exemplo, mas o apoio domiciliário continua a espalhar magia. Obrigada a todos que o permitem acontecer!

Ora, nem por acaso a avó Vicência fala-nos das “sopas”, mesmo que de letras. A D. Libânia, da horta e do jardim que cuida no Alentejo ao lado da sua filha, e a D. Maria Domingues, das refeições preparadas que vai recebendo das suas filhas, algo que antes acontecia exatamente ao contrário - preparava ela as refeições dos seus mais novos e de todos os profissionais da Maternidade Alfredo da Costa, como cozinheira profissional que outrora foi. 

O COVID-19 é um fenómeno estranho: ao mesmo tempo que nos separa, nos cozinha a paciência e a nossa resiliência, aproxima-nos. Aproxima-nos de muitas outras realidades, dificuldades, oportunidades, das mais variadas formas de cozinhar amor. 

Afinal, uma pitada de isolamento num refogado demorado sabe a saudade, mas também nos permite cozinhar uma receita feliz e maravilhosa que se vê e se tem sentido muito por aí: uns bons quilos de solidariedade e esperança servidos à mesa, em casa, pelo telefone ou simplesmente pela abertura dos corações das camadas mais jovens e saudáveis. 

Avós do Mundo, como é que podemos continuar a cozinhar amor nestes tempos difíceis? A saudade é muita e aprendemos convosco que um bom refogado pode ser o segredo de qualquer receita de sucesso. 

 

*VDT: VARINA Dream-Team

*VV-V: Vovó Vicência 

 

Até já, 

“Netos do Mar”

 

(Texto de Joana Paula, empresa VARINA, em exclusivo para o site SCMA)

Igreja da Misericórdia (horário)

A igreja está aberta ao público todas as segundas, quartas e sextas-feiras, das 15h00 às 17h00. Celebrações religiosas, todos os domingos às 17h00 Visitas guiadas todos os últimos sábados do...

Inscrições e renovações de matrícula para creche e pré-escolar – 2020/2021

Informa-se que decorrerão de 1 a 30 abril as inscrições / renovações / matrículas para creche e pré-escolar na Santa Casa da Misericórdia de Almada, para o ano...

Complexo “A Casinha” - Recrutamento de amas para o serviço de Creche Familiar da SCMA

A “Creche familiar” da “Santa Casa da Misericórdia de Almada”, sedeada no complexo social “A Casinha”, presta cuidados à primeira infância...

Tomada de posse dos Órgãos Sociais da Santa Casa da Misericórdia de Almada

A 4 de janeiro tomaram posse para novo mandato de 4 anos os órgãos sociais da Santa Casa da Misericórdia de Almada.  Na cerimónia...

COVID-19 Informação

Tendo em consideração a atual situação pandémica que o nosso país enfrenta por causa do virus COVID-19, a Santa Casa da Misericórdia de Almada informa os tabalhadores, utentes...

Espaço Santa Casa enche-se de produtos a pensar em si!

          Renovámos o nosso Espaço com artigos para todas as idades. Temos aquele presente especial para este Natal a um preço social. Pijamas,...

Abra as Portas à sua Ideia de Negócio!

Se procura um Espaço para criar o seu emprego…Candidate-se ao projeto Atividades Económicas Autónomas …e Abra as Portas à sua Ideia de Negócio!